A Guararapes realiza uma intensa pesquisa para dar nomes aos produtos de seu portfólio que consigam expressar, com fidelidade, não apenas suas características, mas também as sensações capazes de promover. Sendo assim, alguns padrões de MDF são batizados com nomes de cidades reconhecidas por suas belezas naturais e arquitetônicas. No fim de ano que se anuncia, listamos três destinos de férias que têm tudo para conquistar que busca um refúgio de descanso além-mar.

Lisboa
Com clima ameno durante quase todo o ano, Lisboa tem entretenimento para todos os gostos. A capital de Portugal é a cidade mais populosa e também o centro político do país. Epicentro dos descobrimentos desde o século XV, a cidade é multicultural e uma das mais cosmopolitas de toda a Europa. A cidade conta com diversas bibliotecas, museus, centro culturais, monumentos e bairros históricos. Toda ela, na verdade, é um convite à aventura e à descoberta de pontos imperdíveis “escondidos” entre suas ruelas estreitas. Repleta de história, mas com um estilo de vida bem contemporâneo, Lisboa é a combinação perfeita entre o novo e o velho, permeada com muita música (com destaque para o fado), arte, cafés e gastronomia.

lisboa-guararapes

Santorini
Beleza natural e charme arquitetônico se fundem para fazer de Santorini um daqueles destinos difíceis de acreditar que realmente existem. Uma ilha em formato de meia-lua, Santorini se constrói em torno de uma cratera que surgiu através de uma série de erupções vulcânicas, possivelmente datadas de 1650 a.C. (as maiores já registradas na história). O homem então fez uso desse “acidente” geográfico e aproveitou, da melhor maneira, o que a natureza criou: nos penhascos ao redor da cratera, ergueu as famosas edificações brancas e enfileiradas de frente para o mar e completou o cenário com uma impecável infraestrutura de cafés e hotéis, que se tornam os locais perfeitos para admirar o pôr-do-sol deslumbrante da ilha.

santorini_guararapes

Pretória
Capital administrativa da África do Sul, Pretória é tranquila, organizada e, na contramão das cidades mais modernas, bastante arborizada. Com um eixo cultural extremamente valorizado, Pretória soube crescer e, ao mesmo tempo, preservar sua memória através de museus, praças e centros históricos. O contato com a natureza é intenso e possibilitado pelos mais de cem parques espalhados pela cidade, muitos deles enfeitados com jacarandás levados do Rio de Janeiro no século XIX. São santuários de pássaros e reservas naturais que encantam os sul-africanos, habituados a tomar sol nos gramados aos domingos. Se quiser visitar o local onde Nelson Mandela tomou posse como presidente do país logo após o apartheid, em 1994, basta subir as escadarias dos prédios do governo no Union Buildings, a sede do gabinete da presidência, com jardins de beleza indescritível.

pretoria_guararapes