De encontro ao mundo acelerado e que clama por zonas de bem-estar, o estilo Japandi reúne o melhor do design japonês e escandinavo

A ideia de projetos centrados na simplicidade, minimalismo e funcionalidade tem conquistado adeptos nos quatro cantos do planeta. Numa rápida leitura, as características citadas nos remetem à decoração escandinava, mas estamos falando de uma nova proposta. Trata-se do estilo Japandi – uma fusão do design sóbrio japonês com o aconchego e toque artesanal dos países de origem nórdica.

japandi-simple-dining-room-scheme-guararapesJapandi é a fusão do design japonês e escandinavo, uma crescente tendência de design e filosofia. Foto: Divulgação Nicole Franzen.

Mais do que nomenclaturas, muitos profissionais e consultorias de tendências defendem que esse modelo “híbrido” oferece versatilidade aos arquitetos e designers. Além de ampliar a aceitação do público, já que você ganha uma paleta de cores mais extensa, é possível incorporar texturas e materiais rústicos, por exemplo.

japandi-modern-guararapesPara os especialistas, o decor Japandi mescla o conforto do estilo escandinavo com a proposta natural dos japoneses. Foto: Divulgação Tamara Schutte.

E para quem pensa o estilo japonês como um decor oriental milenar, vale uma ressalva. Esses profissionais não param de se reinventar, atualizar e se modernizar. Sua essência: harmonia entre a vida moderna e os princípios da filosofia tradicional. Basta olhar as recentes produções de Oki Sato (Nendo), Shigeru Uchida, Tokujin Yoshioka, Shigeru Ban e Yuri Suzuki.

japandi-home-office-guararapesNessa decoração, cada objeto tem seu próprio propósito. Foto: Divulgação Daniel Wellington. 

FUNCIONALIDADE E BEM-ESTAR NO ESTILO JAPANDI
No fundo, a ideia central do estilo Japandi é fazer com que as pessoas diminuam o ritmo, reconheçam a ação do tempo e promovam o resgate das suas raízes. A proposta de um lar minimalista, com atmosfera confortável e acolhedora também é incentivada. Isto faz com que, além do aspecto artesanal, seja valorizada a beleza das pequenas imperfeições de peças e acessórios.

japandi-the-prop-dispensary-guararapesO estilo Japandi é traduzido na beleza do artesanato e da decoração tradicional, de matérias-primas e elementos simples. Foto: Shutterstock.

Há quem intitule esse movimento de slow living ou ainda de Wabi-Sabi. Esse princípio japonês valoriza a simplicidade, formas orgânicas e o contato com a natureza, mas também as marcas do tempo.

APRECIAR OS CICLOS DA VIDA
Pensando em aplicar o conceito Japandi na arquitetura e design de interiores? Não é difícil! Além de móveis com formas limpas, é preciso algumas pequenas adaptações. Mas, no geral, o design de interiores busca peças e objetos simples, atemporais e artesanais.

japandi-modern-asian-dining-roomUma paleta de cores quentes, neutras e objetos simples e artesanais compõem o estilo Japandi. Foto: Divulgação Nicole Franzen.

Acessórios monocromáticos são misturados ao elementos naturais, folhagens e formas orientais – especialmente as geométricas. No mobiliário, temos móveis e sofás mais baixos, em referência as formas japonesas clássicas. Também são incorporadas novas cores, especialmente os tons terrosos, verdes e madeiras de carvalho mais escuras. No estilo escandinavo, predominam o branco, tons de cinza, azul, rosa e bege.

japandi-white-bedside-cabinets-guararapesOs interiores do estilo Japandi são limpos e minimalistas, mas acolhedores ao mesmo tempo. Foto: Divulgação Denise Braki.

Não tenha medo de contrastar cores e texturas diferentes. Afinal, o estilo Japandi requer toques de personalidade e vida nos espaços. Luminárias de papel, peças em vime, bambu, cortiça, tapetes artesanais e cerâmicas são excelentes elementos de decoração. Já na proposta escandinava, a ornamentação traz linhos, algodão e lã com frequência.