Cresce o interesse de arquitetos e designers em incorporar propostas de brasilidade na decoração e nos móveis

 Um país de proporções continentais, multicultural, colorido, criativo e contrastante. Essa é a diversidade do Brasil. Em todos os setores da sociedade, incluindo o campo da arquitetura e mobiliário. E muitas peculiaridades aparecem sob o tema da “brasilidade”, na forma como moramos e decoramos nossos lares.

O fato é que essa busca por uma aproximação com a identidade brasileira vem crescendo e há muitas maneiras de incorporá-la. Para a arquiteta Katalin Stammer, esse amadurecimento das produções de design se reflete na decoração. “O mobiliário brasileiro tem cada vez mais relevância internacional, o que faz com que se valorizem essas peças nos projetos, ao mesmo tempo em que deixamos de renegar nosso jeito, nossa brasilidade”, comenta.

tarsila-do-amaral-obra-morro-da-favela-brasilidade-guararapes
O Morro da Favela, de Tarsila do Amaral, expressa o desejo da busca pela identidade brasileira nas artes e na cultura.

Além das peças artesanais, a riqueza da nossa cultura está na sua regionalidade. Em pequenas relações, temos São Paulo como a metrópole urbana e cinza, e o Rio de Janeiro com seu ar tropical. Salvador traz a mistura de cores e as regiões litorâneas paz e sossego. Temos ainda Brasília como capital da modernidade e Manaus com sua natureza. E muitas outras possibilidades se cruzam em outras localidades do país.

BRASILIDADE DENTRO DE UM CONTEXTO
Um trecho extraído do livro Sergio Rodrigues, da autora Maria Cecília Loschiavo, revela como é possível levantar essa bandeira sem cair no ufanismo. “A aproximação de desenho do móvel moderno com certos objetos da cultura brasileira, e a não preocupação com modismos, acentuam o espírito de brasilidade que tanto busca Sergio Rodrigues”. O profissional, aliás, é um dos símbolos do movimento Modernista, que elevou a identidade da arquitetura e design brasileiro a um patamar internacional.

sergio-rodrigues-brasilidade-modernismo-design-guararapesSergio Rodrigues – Brasilidade e Modernismo

Mas, o que é brasilidade? Para o designer Zanini de Zanine, é reconhecer o que temos de melhor. “Temos um território com informações únicas, gerado a partir de misturas”, diz. O também designer Guto Índio da Costa acrescenta que a proposta está em respeitar o contexto brasileiro. “Nós sempre buscamos representações de nossas raízes”.

PADRÕES DE MDF – MADEIRA E CORES
Para quem não sabe, nosso país ganhou essa denominação em função da árvore Pau-Brasil. E o uso de painéis de madeira nas composições dos ambientes e móveis é uma boa maneira de inserir rusticidade, naturalidade ou mesmo um ar mais contemporâneo ou tropical-étnico.

Alguns padrões de MDF ajudam a fazer esse link com a brasilidade na decoração de interiores. Eles podem inspirar seus projetos ou mesmo produção de móveis, e vale apostar na mistura de cores e estilos. Como diz o dito popular… Dá Samba!

Entre os padrões indicados estão o Savana, que se destaca pela tonalidade e veios da madeira, o Areia, uma vez que sua cor garante enorme versatilidade no uso, e o Azul petróleo, unicolor de grande equilíbrio e sofisticação.

padrao-savana-madeira-guararapes-brasilidade
O padrão Savana traz naturalidade aos ambientes.

O desenho e tonalidade do padrão Alabama também é indicado para projetos com a proposta de realçar a brasilidade. O padrão Santorini é ideal para quem deseja a originalidade do concreto e o Antiqua preza pela rusticidade, tendo a madeira de demolição como fonte de inspiração.

padrao-antiqua-madeira-demolicao-guararapes-brasilidade

MDF Antiqua reflete a Brasilidade no padrão que reproduz com perfeição a madeira de demolição.

Fotos: Instituto Sergio Rodrigues, Shutterstock, Guararapes e UJS